Empoderamento feminino e autoestima – como a lingerie pode ajudar!

EMPODERAMENTO FEMININO E AUTO ESTIMA

Precisamos falar de empoderamento. De autoestima. Sobre amor ao próprio corpo, às próprias formas, curvas e retas. Caetano cantou, lá atrás, que cada um sabe a dor e a delícia de ser quem é. Hoje, em uma época onde os padrões são cada vez mais ditados e cruéis com quem não consegue segui-los, descobrir as delícias da própria essência é fundamental na busca pela autoaceitação.

E onde o empoderamento entra nessa questão? A expressão que surgiu em meados de 2010 refere ao ato de dar poder para si mesma ou para alguém, isso é, ouvir, respeitar o local de fala, apoiar e promover esse apoio entre as mulheres que está muito ligado também à sororidade.

É por meio do empoderamento que as mulheres se libertam dessas amarras e começam a se aceitar e também gostar da forma como são, impactando diretamente na imagem que cada uma tem sobre si. E engana-se quem pensa que autoestima é apenas sobre a aparência. As imposições e cobranças da sociedade estão em todas as áreas da vida, desde a profissional até pessoal.

Como a lingerie interfere no empoderamento?

Quando você se empodera, você se livra dos estereótipos e percebe que tem o direito e o poder de ser quem quiser, da forma que se sentir melhor. A partir daí, o autoconhecimento se torna uma viagem interior cheia de descobertas e amor.

Essa ressignificação da forma como nos enxergamos e também do papel da mulher na sociedade trouxe junto a autonomia feminina e vem jogando fora de nossas vidas a necessidade de nos esconder porque não nos adequamos ao que o mundo espera. Agora somos nosso próprio mundo.

E para celebrar a diversidade de corpos e estilos, as lingeries Potti Romã são costuradas com muito amor para você olhar no espelho e se sentir especialmente linda.  Nossos sutiãs sem bojo, além de empoderadores, são um manifesto a todos os tipos de beleza, pois valorizam naturalmente os seios!

A Potti aposta na lingerie como forma de expressão e aceitação ao corpo. Aqui a ideia não é nos esconder por detrás de calcinhas e sutiãs, o que queremos é vestir peças que mostrem por fora como nos sentimos por dentro: incríveis!



Deixe uma resposta